«A Minha Cabeça» no TBA

No mês do Dia Mundial do Teatro, Carla Bolito estreia a sua nova peça no Teatro Barro Alto a partir de uma estranha herança familiar que deriva diretamente do colonialismo português: uma estátua de marfim. «A Minha Cabeça» retrata o espólio colonialista de uma família no pós-25 de Abril no regresso a Portugal. Um dos objetos desse espólio é um busto de marfim – uma presa de elefante esculpida em forma de cabeça. A partir do processo de certificação do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, a que a legislação obriga para a criação do registo das peças de marfim com mais de quarenta anos, estabelece-se uma teia de relações geográficas e familiares. Seguindo o rasto do marfim que providenciou os recursos económicos desta família no regresso a Portugal, confrontam-se narrativas do passado e do presente. A peça vai estar em cena de 12 a 17 Março (exceto segunda).