Memórias do povo “lusoburguês”

Memórias do povo “lusoburguês”

Foto: Jessica Theis

Nos anos 60, muitos portugueses emigraram para outros países europeus à procura de melhores condições de vida para si e para as suas famílias, num movimento que ficou conhecido como êxodo português. Este movimento teve como um dos principais destinos o Luxemburgo, criando no país um exclave nacional que representa atualmente cerca de um sexto da população do Grão-Ducado. É a partir deste cantinho da história de Portugal que o dramaturgo e encenador luso-descendente Pedro Martins Beja propõe um regresso a casa e ao passado, em O Começo Perdido: Mixtape #1. O espetáculo, que resulta da cooperação entre o Teatro Nacional São João (TNSJ) e o Théâtre National du Luxembourg, tem estreia nacional marcada para 16 de dezembro, no Teatro Carlos Alberto (TeCA), Porto, onde estará em cena até 19 de dezembro.